O que foi a Reforma Protestante?

O que foi a Reforma Protestante?

O que é ?

É uma das três principais divisões do cristianismo, surgido a partir do rompimento de alguns dogmas da Igreja Católica. É atualmente um dos maiores ramos do cristianismo, com milhões de seguidores no mundo. O nome “protestante” provém dos protestos dos cristãos do século XVI contra as práticas da Igreja Católica. Para os protestantes, a salvação é conseguida por meio da graça e bondade de Deus, para isso, cada pessoa pode se relacionar diretamente com seu criador, sem a necessidade de um intermediário.

O protestantismo defende a crença de que a única autoridade a ser seguida é a “Palavra de Deus”, presente na Bíblia Sagrada. De acordo com esse ponto de vista, pela ação do Espírito Santo, os cristãos, ao lerem a Bíblia, teriam uma maior harmonia com Deus. Por esse motivo, a partir da Reforma Protestante, a Bíblia foi traduzida para diversas línguas e distribuída sem restrições para as pessoas.

O protestantismo pode ser subdividido em ramos, como luteranismo, calvinismo, anglicanismo, etc. Atualmente, costuma-se classificar as igrejas protestantes em pentecostais e neopentecostais.

Resultado de imagem para reforma protestante
Cobrança de indulgências realizadas pela igreja Católica e condenada por Lutero

 Onde e como se iniciou ?

A Reforma propriamente dita se iniciou na Alemanha, com Martinho Lutero (1483-1546), professor na Universidade de Wittenberg, quando ele afixou, em 31 de outubro de 1517, 95 Teses ou convites para o debate na comunidade acadêmica, desafiando a autoridade da Igreja Católica Romana, se opondo as indulgências que pretendia oferecer remissão de pecado aos seus compradores, esse foi o marco inicial da Reforma, que neste ano de 2019 completa 502 anos.  No entanto, o termo deriva da carta de protesto dos príncipes luteranos alemães em 1529 contra o édito da Dieta de Speyer, que condena os ensinamentos de Martinho Lutero como heréticos (HERESIA). Embora existissem rupturas anteriores e tentativas de reforma da Igreja Católica Romana, somente Lutero conseguiu desencadear um movimento mais amplo, duradouro e moderno.

Cidade de Winterberg

 

O movimento reformador se espalhou rapidamente por todo a Europa. Em 1529, líderes alemães “protestaram” apoio formal à causa de Lutero e originaram o histórico nome de “protestantes”. Protestaram a favor, o que é diferente de protestos contrários a alguma causa. Sentido positivo esse de protestantes e do movimento que se iniciou como o “protestantismo”!

O Líder da Reforma Protestante

Nascido em Eisleben, Alemanha, a 10 de novembro de 1483, Lutero era filho de camponeses católicos alemães. Como era comum na época, foi alvo de uma disciplina rígida. Cedo, aos 5 anos, Lutero começou a estudar latim em uma escola local. Já aos 12 anos, foi aluno de uma escola de uma irmandade religiosa em Magdeburgo. Em 1505 recebeu grau de Mestre em Artes da Universidade de Erfurt, e em 1505 e começou a estudar Direito. Teve uma próspera carreira acadêmica: foi ordenado sacerdote em 1507 entrando na ordem agostiniana, estudou filosofia na Universidade de Erfurt, doutorou-se em teologia e lecionou como professor em Wittemberg. Também recebeu o grau de mestre em artes.Continuando seus estudos, Lutero obteve o título de Doutor em Teologia. De 1513 a 1518, ensinou Teologia Bíblica na Universidade de Wittenberg. Nessa época, começou a tornar-se bastante conhecido. Após certa idade, Lutero começou a ser afligido por uma angústia que pode ser sintetizada em uma pergunta: se o coração da pessoa é governado pelo pecado, como pode esperar salvação diante de Deus? Por causa do que havia aprendido, procurou resposta – e paz – através de boas obras, incluindo jejuns e autoflagelação. Contudo, seu sentimento de incapacidade para sentir paz diante de Deus continuou, levando-o às portas do desespero.

Martin Lutero

 

A aflição de Lutero somente encontrou resposta no dia em que encontrou na Bíblia a certeza de que não há como alguém merecer o favor de Deus por causa de alguma coisa que faz; que a única forma de alguém obter o favor Deus é através da fé em Jesus Cristo; que é através da fé em Jesus que os pecados são perdoados por Deus. Este entendimento, conhecido como a doutrina da justificação pela fé, tornou-se um dos pilares do pensamento religioso de Lutero.

Resultado de imagem para Magdeburgo mapa
Cidade onde Lutero estudou Latim

 

Segundo Lutero, o verdadeiro tesouro da Igreja é o Evangelho – a proclamação do amor de Deus. A Igreja Romana ordenou que Lutero se apresentasse em Roma para responder às acusações de heresia. Sabendo do caso, o Príncipe da Saxônia, Frederico o Sábio, interveio e insistiu que a audiência de Lutero fosse realizada em solo alemão. Como resultado, uma Dieta Imperial foi realizada na cidade de Augsburgo, em 1518. Lutero se recusou a mudar de opinião. Temendo ser preso, fugiu de Augsburgo. As ideias de Lutero logo encontraram adeptos em todas as regiões da Alemanha, e mesmo fora dela. A resposta do Papa à situação foi uma bula (ordem papal), ameaçando Lutero de excomunhão, caso não se retratasse. Em protesto, ele queimou publicamente a bula e foi excomungado em janeiro de 1521. Em junho de 1525, Lutero casou-se com Catarina de Bora, uma ex-freira. Os dois tiveram seis filhos e abrigaram onze órfãos. Lutero publicou cerca de 400 obras durante a sua vida, incluindo comentários bíblicos, catecismos, sermões e tratados. Também escreveu hinos para a Igreja. Parte de suas obras estão publicadas em diversas línguas modernas.

Augsburgo, onde o Lutero vivia

Lutero faleceu de derrame cerebral em 1546, aos 63 anos de idade, em sua cidade Natal, Eisleben. Seu corpo foi sepultado na Igreja do Castelo de Wittenberg, onde, cerca de 30 anos antes, havia afixado suas 95 Teses.

 O Objetivo do Protestantismo

A história do protestantismo tem intensas conexões entre religião e política, marcada de violência e intolerância. O protestantismo não desejava inicialmente  inovar, o que desejava era restaurar os antigos princípios cristãos que tinham sido deturpados, esquecidos e substituídos por tradições e muita ignorância, com igrejas desviadas de seus propósitos por ganância, poder e corrupção, imoralidades e ilegalidades. O protestantismo foi um retorno às origens, como foi todo a Renascença Cultural que o inspirou, a tentativa de retomada das Escrituras e das características iniciais do cristianismo.

Em 1530, Lutero divulgou os principais princípios da doutrina Luterana:

– Salvação pela fé.

– Presença da verdade somente na Bíblia.

– Extinção do clero regular (ordens religiosas).

– Livre interpretação da Bíblia, sem a necessidade de pregadores, padres ou outros intermediários.

– Eliminação de tradições e rituais nos cultos religiosos.

– Fim do celibato (proibição do casamento de padres, por exemplo).

– Proibição do uso de imagens nas igrejas.

– Uso do alemão nos cultos religiosos (não mais o latim como única língua).

– Eucaristia e batismo como únicos sacramentos válidos.

Quais os motivos que o causaram  a reforma protestante?

Entre as principais causas estavam:

–  A crítica à autoridade institucional da Igreja;

 –  A valorização da interpretação da mensagem divina nas Escrituras pelo indivíduo, ou seja, o livre exame da Bíblia, sem intermediação da Igreja e dos sacerdotes.

 –  A ênfase na fé como experiência individual.

Lutero era contrário à venda de indulgência praticada pela Igreja Católica. De acordo com esta prática, bastava pagar à Igreja para se livrar dos pecados. A venda de indulgências foi um recurso usado para angariar fundos para a construção da Basílica de São Pedro. Em 1520, o papa Leão X exigiu a retratação de Lutero. Este, não só se retratou como queimou em praça pública o documento papal. Foi excomungado e considerado herege. Protegido pelo príncipe da Saxônia se refugiou no castelo de Wartburg. Neste local, passou a traduzir a Bíblia para a língua alemã.

Quando o movimento protestante se iniciou, na Europa central do século 16, foi uma tentativa de renovação da Igreja cristã, depois chamada de Reforma Protestante.

O protestantismo e seus movimentos

A Reforma Protestante Luterana

O monge alemão Martinho Lutero que contestou fortemente os dogmas da Igreja Católica. Fixou 95 teses que criticavam vários pontos da doutrina católica romana. E mesmo sendo intimado a desmentir tudo o que havia dito e escrito não voltou atrás em suas palavras .

A Reforma Calvinista

Na França, João Calvino começou a Reforma Calvinista no ano de 1534. De acordo com Calvino a salvação da alma ocorria pelo trabalho justo e honesto. Essa ideia calvinista atraiu muitos burgueses e banqueiros para o calvinismo. Muitos trabalhadores também viram nesta nova religião uma forma de ficar em paz com sua religiosidade. Calvino também defendeu a ideia da predestinação (a pessoa nasce com sua vida definida).

A Reforma Anglicana

A reforma anglicana foi promulgada em 1534 pelo rei Henrique VIII, da Inglaterra. Usa como pretexto a recusa do papa em aceitar seu divórcio da rainha espanhola Catarina de Aragão. Henrique VIII rompe com a Igreja Católica e cria o anglicanismo. É reconhecido como chefe supremo da Igreja da Inglaterra . Como o rei não era teólogo, como Martinho Lutero e João Calvino, a solução doutrinária para a Igreja Anglicana foi a adoção da predestinação calvinista, mas com a manutenção de elementos retirados do catolicismo. Isso criou um intenso debate religioso na Inglaterra envolvendo católicos e calvinistas.

De tudo isso tiramos que :

Martinho Lutero provocou uma grande mudança na história. Rompeu com a Igreja Católica e lançou as bases da Reforma Protestante, Ele fez críticas que geraram mudanças profundas até os dias de hoje .

Autor(a): Raquel Duarte / Produtora de Texto HelpMéier

Deixe uma resposta

Fechar Menu